AS COISAS VELHAS PASSARAM

DC Talk – Eu recomendo

Via Colunista Pirata

É com grande prazer que venho escrever sobre a banda do momento, pelo menos pra mim.
Decent Christian Talk (Papo Decente Cristão, numa rápida tradução) é uma banda gospel contemporânea. Formado pelo trio Michael Tait, Toby Mckeehan e Kevin Max Smith, com suas letras inteligentes que falam muito de Jesus e sobre a vida do caras, mais suas misturas inusitadas de estilos, é considerado uma das melhores bandas cristãs de todos os tempos. A referência pra muito do que você ouve por aí hoje em dia.


Inicialmente, o estilo da banda era focado no Hip-Hop. Com o tempo, foi entrando influências pop, rock, funk, reggae… e assim temos o DC Talk que conhecemos hoje, – mais voltado para o rock e que de hip-hop tem muito pouco, ou nada –. Vale ressaltar que a diversificação de estilos é marca registra em suas músicas, por isso, lembre-se: conhecer uma música deles, não é, nem de longe, conhecer a banda.

 

Mas, venhamos e convenhamos, o estilo é só a ponta do iceberg.
O que Tait, Kevin Max e TobyMac sabem fazer melhor, com certeza, são: as divisões de vozes!

É ouvir e admirar. Cada qual tem seu estilo individual e, cantando juntos, é coisa linda. Sejam suas expressões, entonações ou interpretações. A “química musical” que rola entre eles, ao cantarem juntos, faz toda a diferença. Se você ainda não teve a oportunidade de conferir “Like it, Love it, Need it”, “What If I Stumble”, “Colored People” e “Jesus Freak”, pra citar algumas, do álbum ao vivo, não perca mais tempo. É DC Talk sem tirar nem pôr.

 

Falando em citações, o ultimo álbum, intitulado “Supernatural” está de arrasar. Mostrando a evolução significativa em arranjos, mistura de vozes e qualidade sonora que a banda teve ao longo dos anos – afinal, é o 6º trabalho como DC Talk –. Sem exageros, é um álbum indispensável; novamente, cito algumas faixas: “It’s Killing Me”, “Consume Me”, “Wanna Be Loved”, “Since I Met You”, “Red Letters” e o Fantástico (sim, com letra maiúscula) “Supernatural” – um rock progressivo, letra-tema do álbum.

Mas nada disso teria sentido, se não fosse, pra mim, uma única música – In The Light! Através dela que eu vim a conhecer os trabalhos da banda. Através dela que eu vim a conhecer algo ainda melhor do que o DC Talk. In The Light. Ótimas recordações…

 

Hoje, embora a banda tenha se “separado”, seguindo cada um carreira solo, eles afirmam que o DC Talk não acabou. E só resta a nós, continuarmos na (incansável) espera por mais um álbum em conjunto a nível Sobrenatural. Pra honra e glória de Jesus Cristo.

Comentários em: "DC Talk – Eu recomendo" (3)

  1. Nossa esse texto tá muito bom. Demais, demais. Adorei

    Ahauhauauauha

    dc Talk é o melhooooooooooooorr!!!

    =D

  2. gostei bravo para jesus ] e do melhor

  3. […] dólares e vem com mais de 50 músicas, na relação de artistas tem gente boa como o DC Talk que já falei aqui, Relient K e Pillar, mas é uma pecado deixar de fora o Third […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: